Mostrar mensagens com a etiqueta abandono. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta abandono. Mostrar todas as mensagens

27 de outubro de 2009

Indiferenças

Estava há vista de todos aqueles que não decidem e também era convicção de alguns que têm o poder de decidir, que retirar à família de acolhimento uma criança que com ela viveu até aos 6 anos de idade, sem ter conhecido outra família para além daquela e, de supetão, ser obrigada a adaptar-se aos novos hábitos de uma mãe cheia de vícios e de uma aldeia cheia de nada, nunca poderia dar bom resultado.
Para provar que a orientação do responsável por aquela tomada de decisão, não teve em conta a salvaguarda dos superiores interesses da criança, basta lermos aquilo que pensam as autoridades da localidade onde vive a pequena Alexandra e imaginar a situação em que neste momento ela se encontra, perante o desinteresse da sua progenitora e os insistentes apelos daqueles que sempre a trataram com o amor que qualquer criança merece.