7 de outubro de 2015

O verdadeiro primeiro


Se António Costa desempenhar cabalmente a sua missão (de mediador compreenda-se), dúvidas não existem que vai consolidar a sua posição como o mais competente (e desejado) candidato a primeiro-ministro do país, já que nada se poderá fazer sem o seu consentimento.

Sem comentários: