27 de março de 2013

Se assim não for, de que valem os sacrifícios?


Passos espera que a decisão do Tribunal Constitucional tenha em linha de conta os "tempos históricos" que estamos atravessar. E, julgo eu, é exatamente isso que todos esperamos, pois é precisamente nos tempos ou momentos históricos, que se avaliam e se põem à prova os limites estabelecidos por uma Lei aprovada quando era necessário pacificar e dar esperança a um Povo saído de um tempo, em que o que mais valia era a vontade de um punhado de poderosos que só lhe tolhiam a razão e lhe quebravam a dignidade.


[foto]

Sem comentários: