9 de fevereiro de 2012

Já agora...


Martin Schultz, presidente do parlamento europeu, criticou a forma como Passos Coelho procura investimento estrangeiro, designadamente em Angola, país lusófono e onde ainda temos fortes raízes.
Se os nossos parceiros económicos, apenas nos olham como potenciais consumidores, por que raio de motivo, não nos havemos de voltar para aqueles que cá querem investir, acreditando nós que nos podem trazer um futuro diferente daquele que nos espera se nos mantivermos subservientes à Europa.

Sem comentários: