29 de março de 2011

As hipóteses


Eu compreendo perfeitamente que o anunciado aumento do IVA pelo PSD, mal chegasse ao poder, poderá condicionar a agenda governativa de Passos Coelho. Essa generosidade manifestada pelo líder do PSD, não o beneficia, nem sequer lhe dará a ambicionada maioria absoluta, pois o eleitorado não vai arriscar o seu voto num governante que se compromete, desde já, a penalizá-lo ainda mais.
O que eu (ainda) não compreendo, é a maneira que Passos Coelho encontrará para atingir as metas impostas pela União Europeia, sem aumentar a carga fiscal sobre os portugueses, isto porque, supostamente, estarão colocadas de parte as medidas dacronianas que tinham como objectivo emagrecer o Estado.

Sem comentários: