6 de novembro de 2010

Nua e crua

No Portugal do séc. XXI, onde as assimetrias de acentuam cada vez mais, assistimos a uma cada vez maior degradação do tecido social que nos coloca vergonhosamente próximos dos países onde os déspotas exibem a sua ostentação e o povo se acotovela em busca de uma condição digna, tão digna como a de qualquer um dos seus parceiros europeus.

Sem comentários: