4 de outubro de 2010

Na corda bamba


Perante a ameaça terrorista que paira sobre alguns países, os europeus vivem dias negros.
Não é fácil suportar a ideia de que, a qualquer momento, alguém se pode lembrar de rebentar um qualquer engenho explosivo, ou, pior ainda, do clima de suspeição e de desconfiança que se abateu sobre o comum do cidadão, preocupado que anda em tentar encontrar no seu vizinho, no seu colega de trabalho, ou até mesmo, naquele ao lado do qual se senta, um potencial terrorista.

Sem comentários: