24 de setembro de 2010

Mais do mesmo


Oportunidades como a que o P.S.D. (de Passos Coelho) está a dar ao executivo de Sócrates, não se encontram todos os dias.
"Ou se aprova o orçamento do governo, ou então não há governo" brandem os socialistas do alto da sua tribuna, na expectativa de que o P.S.D. o não aprove. Se isso acontecer, vai o país de novo para eleições, com a troca habitual de lugares entre quem governa e quem lidera a oposição, e seremos governados por duodécimos, sem orçamento portanto. Quanto ao resto, será sempre o mesmo regabofe, com os nossos políticos a dançarem ao som da música do costume, com acusações mútuas e públicas e com gargalhadas sonoras e privadas, a gozarem dos pacóvios que sempre seremos, por lhes darmos o aval de que necessitam para continuarem a governar-se.

Sem comentários: