27 de março de 2010

Suavemente

Com a vitória mais do que expressiva de Pedro Passos Coelho, poderá estar criada a verdadeira dor de cabeça do Partido Socialista. Os 61% obtidos pelo novo líder do PSD, significam, antes de mais, que o partido laranja está a ficar preparado para ser uma verdadeira alternativa de governo. Passos Coelho frisou não ser sua intenção andar com José Sócrates ao colo, mas que se prepare o PS para uma oposição responsável, o que por outras palavras poderá querer dizer, um oposição cujo principal objectivo é arredar o PS da governação, com vista a restituir aos portugueses um país onde seja agradável viver. Por tudo isso, a reboque da agenda politica não andará, antes será ele próprio a marcá-la, sem a anuência de Cavaco que vê, a partir de agora, e como bem disse Daniel Oliveira, fugir-lhe o controle que exercia sobre o PSD.

Sem comentários: