12 de setembro de 2009

Ainda que dúvidas houvesse...

Sócrates conseguiu colocar Manuela Ferreira Leite constantemente à defesa. Eu diria até que, perante uma total ausência de alternativas de poder, Manuela Ferreira Leite apenas deixou claro que, as únicas áreas em iria "mexer", se for eleita como primeira-ministra do país, eram a da segurança social, da saúde e da educação, entregando aos privados, uma parte significativa da sua exploração. De resto, negou constantemente aquilo que assumiu enquanto ministra das finanças e apressou-se a justificar o desvio na política anti-crise que julgou ser acertada enquanto tal.

Sem comentários: